quarta-feira, 21 de maio de 2008

Cracovia, Polonia - 16 a 18 de maio













Carissimos, tenho que explicar o "sumico" antes de mais nada! rs Os ultimos dias tem sido muito corridos, pois encontrei com amigos do Brasil, e estamos tentando aproveitar ao maximo as cidades pelas quais temos passado, o que acaba resultando em pouco tempo para postar as fotos pela web, mas tentarei atualizar agora um pouco o blog, embora seja uma tarefa dificil pela quantidade enorme de lugares interessantes aos quais temos ido. No momento, estou em Viena, e amanha eu e meus amigos do Brasil - Felipe (Cachorro :)), Carlos e Felipe Pavan - viajaremos a Budapeste, na Hungria.

Apos Varsovia, cidade para qual ainda havia ido sozinho, rumei de trem para Cracovia, onde encontrei meus amigos Felipe (Cachorro) e Carlos, o que foi excelente e deu um gas novo a viagem. Viajar sozinho nao eh ruim, mas hah momentos em que realmente faz falta estar com amigos, e quando vc encontra pessoas dispostas a desbravar novos locais e com quem vc tem afinidade, sem duvida eh muito melhor. Acima coloquei uma foto nossa, tirada em frente a catedral, ao lado do palacio real.

Durante muito tempo Cracovia foi a capital da Polonia, na epoca em que esta ainda era uma monarquia. Hoje pode-se dizer que eh uma das novas "sensacoes" do turismo por aqui na Europa, e hah muitos motivos para isso.

Cracovia eh uma cidade que preservou um centro historico realmente muito bonito, que em muito supera, por exemplo, o de Varsovia, que eh uma cidade bem maior. Alem disso, nos arredores de Cracovia hah lugares muito interessantes para se visitar, como a mina de sal em Wielicza (cerca de vinte minutos de onibus) e o chocante e terrivel campo de concentracao de Auschwitz (cerca de uma hora e meia de onibus). Visitamos os dois lugares, e pela importancia, pretendo colocar "posts" especificos.

Cracovia eh uma cidade muito facil para se conhecer a peh, jah que a maioria das atracoes estao no centro. A principal, creio, seja o castelo real, ao qual tivemos oportunidade de visitar. A visao da cidade de lah eh privilegiada. Vale tb uma visita ao seu interior, o que fizemos tb. Pegamos amplitudes grandes de temperatura, alternando sol e calor em alguns momentos do dia, e chuvas e frio em outros.

Nesta cidade tb vi bastantes brasileiros, inclusive em nosso albergue, mas quase nao paramos lah por conta do ritmo pesado de lugares para os quais fomos.

Assim como vi em outras cidades do leste europeu, hah camelos em alguns lugares da cidade (foto acima) que parecem ser bastante frequentados pela populacao local. Os precos dos produtos ali vendidos - como roupas, sapatos, entre muitos outros - saq bons, mas a procedencia parece ser meio duvidosa...rs

Algo que tambem chama muito a atencao na cidade eh a grande quantidade de religiosos - padres e freiras. Hah muitos - e bastante jovens, inclusive - que podem ser visto andando pelas ruas da cidade. A Polonia eh um pais predominantemente catolico, e de lah saiu o ultimo Papa, Joao Paulo II, que realmente eh adorado na regiao, conforme pode-se ver pela grande quantidade de fotos suas em lojas, Igrejas, casas. Antes de ser papa ele foi arcebispo de Cracovia.

Cracovia tem uma vida noturna agitada e muitos turistas jovens. Hah diversos albergues espalhados pela cidade, o que comprova isso. Infelizmente nao pudemos aproveitar muito da vida nortuna, pois os dias foram realmente cansativos.

O mais inusitado na viagem a Cracovia foi nos depararmos com um desfile militar. Nao conseguimos entender muito bem o que comemoravam, afinal, a historia militar da Polonia - e quanto a isso gostaria de ouvir a opiniao do meu irmao, que entende muito melhor do assunto do que eu - eh composta de uma sucessao de invasoes estrangeiras (suecos, alemaes, russos etc) e derrotas, sendo a ultima durante a segunda guerra mundial, quando foi dividida entre a alemanha nazista e a antiga URSS... rs De qualquer forma, pelo menos o exercito parece estar bastante modernizado, talvez reflexos dos novos tempos, em que a Polonia integra a UE e a OTAN.

Apos Cracovia, viajamos para Viena, na Austria, no trem noturno. A viagem foi bem tranquila, apesar de varios estudantes austriacos que "invadiram" o trem...rs De qualquer forma, sem duvida foi muito mais confortavel do que o onibus noturno de Vilnius para Varsovia!

2 comentários:

Mauricio Santoro disse...

Salve, irmão.

Na realidade, usei e abusei da Polônia como exemplo para os cadetes, justamente por causa de sua dramática história militar e do modo como a inserção do país na UE e na OTAN foi a solução estratégica encontrada para garantir a segurança nacional.

A Polônia virou uma espécie de ponta de lança da OTAN para as iniciativas contra a Rússia, o país será inclusive a sede de um sistema defensivo contra os mísseis de Moscou... De modo que não me espanta a parada militar que você testemunhou.

Aguardo pelo post sobre Auschwitz.

Abraços

Wanda Santoro disse...

Oi,Márcio!
Que bom que você voltou a postar. Eu e seu pai estávamos com saudades e curiosos por saber de suas andanças.
A Lúcia,mãe do Felipe,me telefonou,ontem e disse que tem falado muito rapidamente com o Felipe,pois os telefonemas dele eram muito curtos,mas que estava tudo bem com vocês todos.Ela está acompanhando os seus relatos no blog.
Adoramos as informações sobre a Polônia. As fotos estão lindas!
Dá mesmo vontade de conhecer esse país tão interessante.
Aguardaremos os próximos relatos.
Beijos meus e do seu pai para você.